Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

As selfies (que nada mais são do que auto-retratos) existem há tanto tempo quanto a fotografia, na verdade uma das primeiras fotografias tiradas na história foi um selfie do fotógrafo Robert Cornelius, mas recentemente esta brincadeira ganhou foco dos noticiários pelo mundo.

As selfies (mesmo atendendo pelo nome de auto-retratos) já eram bastante comuns antes da proliferação das câmeras digitais, mas a possibilidade de tirar uma foto e aprovar antes mesmo de revelar começou a mudar um pouco o relacionamento das pessoas com seus auto-retratos. Tendo a possibilidade de aprovar uma foto com um look que se considera ideal, as pessoas passaram a tirar diversas selfies até que uma agradasse e pudesse ser impressa, mas ainda faltava um ingrediente para o cenário que vemos hoje!

Ele não tardou a aparecer, a união entre as câmeras digitais e os celulares conectados à internet trouxe uma dinâmica especial para este relacionamento entre homem e foto, o compartilhamento. De um momento para o outro centenas de amigos puderam receber o seu melhor look do dia, alguma representação de um sentimento ou ainda o simples registro de um momento. Esta dinâmica de compartilhamento é a mesma observada em relação ao conteúdo autogerado em mídias sociais e esta centena de pessoas visualizando uma foto pode facilmente virar alguns milhares ou até mesmo milhões, como observado nos famosos selfies tirados pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama ou pela apresentadora do Óscar deste ano Ellen DeGeneres.

Existem teorias que dizem que as pessoas que geram mais selfies na verdade são as que tem menor aceitação social, mas independente dos motivadores psicossociais da atitude de tirar um auto-retrato, o fato é que a foto sendo por si só um conteúdo, demonstrou um poder enorme de alcance entre as pessoas! É claro que isto chamou também a atenção de grandes marcas, interessadas neste poder de alcance de conteúdos! O caso mais recente e já citado, a selfie que a Ellen DeGeneres tirou durante a premiação do Óscar de 2014, mostrou isso. A fabricante de celulares Samsung teria pago (segundo o Wall Street Journal) a quantia de US$ 20 milhões para os organizadores do prêmio promoverem seu produto durante a transmissão e foi o que aconteceu, para o selfie a apresentadora sacou um aparelho da marca e, seguindo as orientações de como fazer a selfie dada pelos próprios executivos da empresa, tirou o que é até agora o selfie de maior sucesso em compartilhamento na história!

Para capitalizar ainda mais esta dinâmica de compartilhamentos de uma selfietirada com seus aparelhos a marca ainda decidiu doar US$ 1,00 para cada compartilhamento que conseguisse, o resultado até agora são mais de 3 milhões de compartilhamentos e um número indeterminado de visualizações!

Provavelmente a própria marca não esperasse o alcance que teve, mas esta foi uma grande lição de como usar o poder das mídias sociais para disseminar o conteúdo das marcas entre o público, só devem tomar cuidado para que tipo de mensagem estão passando com este conteúdo!

Artigos recentes

Dicas para Fazer Marketing em Franquias

Conversamos com diversas pequenos franqueados sobre o tema de marketing em franquias, percebemos que muitos não sabem muito como investir individualmente em comunicação para suas lojas, uma vez